copywriting

E-Commerce   23/05/2019

Copywriting

: Como otimizar sua loja virtual

Você não está nada feliz com a taxa de conversão da sua loja virtual? Então você está no lugar certo!

Para aumentar as vendas é necessário que você, ou sua equipe de comunicação, domine a arte da redação para plataformas de e-commerce para as coisas começarem a funcionar.

Uma vez que você desenvolve a arte de escrever as palavras certas para vender mais, as chances de virar o histórico e os produtos começarem a sair do seu estoque estarão ao seu favor.

Resumindo, você poderia estar vendendo muito mais produtos, manter uma loja virtual atrativa e ainda fornecer uma excelente experiência de atendimento para os seus clientes, mas se não conseguir vender o seu peixe, não vai nunca conseguir aproveitar ao máximo o seu negócio.

Pronto para mudar a maneira como as pessoas encaram o seu e-commerce com a ajuda do copywriting?

Você tem certeza que está escrevendo para o público certo?

Saber para quem você está escrevendo é crucial. Caso contrário, pode ter certeza que o seu conteúdo não será atrativo para as pessoas que realmente importam.

Para que as coisas funcionem o primeiro passo é você criar uma persona para que as pessoas sintam uma conexão com a sua loja virtual.

Para você criar uma persona base é necessário pensar em algumas perguntas que vão te ajudar a focar nas pessoas que vão se identificar com os produtos que você está vendendo. Algumas perguntas que você pode começar respondendo são:

  • Se você pudesse definir o gênero e a idade do seu público, quais seriam?
  • Quais são os assuntos que interessam o seu público? (economia, esportes, finanças, educação...)
  • O que o seu público gosta de fazer nas horas vagas?
  • Se você pudesse dar um nome e uma profissão ao seu público, o que seria?
  • Quem seu público admira como pessoa?

Conseguiu pegar o espírito da coisa?

Independente do seu segmento de atuação, quando se trata de otimizar sua loja virtual com copywriting você precisa saber intimamente para quem está escrevendo, qual grupo social o seu público pertence, o que eles gostariam de ouvir.

Por isso, é essencial que você saiba como seria o seu consumidor ideal montando um perfil fiel dele. Não comece a escrever sem ter essas informações estruturadas.

É o seu papel definir como as pessoas enxergam o seu negócio e quem será sua base de clientes. Depois disso fica muito mais fácil se aproximar dessas pessoas e desenvolver chamadas atrair sua atenção.

Cada parte do seu e-commerce deve refletir sua personalidade e atrair a sua persona. Tenha cuidado com páginas com erro e nunca, nunca mesmo, perca uma oportunidade de fechar uma venda demonstrando quem é o seu negócio de verdade.

Não existe segredo para alcançar tudo isso. Basta usar um vocabulário rico, estruturar frases incríveis, cuidar da gramática e falar da mesma maneira que a sua persona falaria.

Mostre quem é a sua loja de verdade, encontre a sua própria voz.

Quer uma dica importante? Seja realista, sempre!

Simples? Não! Pode parecer fácil, mas é mais difícil do que parece!

Como você conhece os seus consumidores?

Na internet você consegue coletar informações relevantes sobre o público que você quer alcançar. Visite fóruns, perfis nas redes sociais, leia comentários em sites concorrentes.

Navegue em todos os sites possíveis que possam te oferecer uma ideia de quem é o seu público-alvo, quais seus maiores problemas (dúvidas e informações que eles buscam saber sobre produtos, por exemplo), como eles interagem, qual a linguagem que eles geralmente usam, o que eles compartilham e muito mais.

Apesar da praticidade da Internet, saia do mundo online e pesquise sobre o seu público no mundo offline também. Conheça os lugares que eles frequentam, os livros que eles gostam, seus gostos como café ou chá? Cada detalhe importante, principalmente quando você precisa escrever para eles.

Os diferentes tipos de copywriting para uma loja virtual

Conhecer o seu público é o primeiro passo para criar um conteúdo fantástico, que chama a atenção dos seus clientes e os fazem para ler a sua arte para vender produtos.

Agora que você é um expert, profundo conhecedor da sua persona, você pode começar a trabalhar na voz da sua marca.

O seu principal objetivo é conseguir produzir uma copy que fale diretamente com as pessoas que você quer que comprem seus produtos na loja. Em todas as fases de compra.

Existem algumas coisas que não podem ficar de fora. Você pode incluir outras informações conforme for produzindo essas. Não existe um padrão ou limite de dados.

É necessário ter em mente que em uma loja virtual, você não vai estar lá para lembrar os detalhes, por isso é importante que eles estejam em algum lugar de fácil acesso aos clientes.

Perguntas frequentes

Como o próprio nome já diz, as perguntas frequentes são aquelas dúvidas que boa parte dos seus consumidores podem ter em algum momento antes das compras, durante ou depois.

Aqui você deve ser simples e direto. Não dê espaço para um conteúdo cheio de floreios e rodeios. Os leitores querem achar sua dúvida e uma solução. Apenas isso.

Isso não significa que precisa ser totalmente sem graça. Use toda a sua criatividade e use a mesma linguagem que o restante do site.

Descrição dos produtos

A descrição dos produtos é uma das estrelas do seu e-commerce, por isso precisam de toda a atenção do mundo.

Esse é o momento que você vai promover seus produtos. É essa a copy que você mais precisa dominar para alcançar bons resultados.

Já saiba logo de início que não adianta escrever dezenas de adjetivos lindos para que a descrição seja bem escrita. Esse é o principal erro de principiante. A Internet está cheia de clichês e eles não ajudam a vender mais, apenas prejudicam a marca.

Para uma boa descrição comece destacando todos os benefícios do produto. Vá além do preço e diga como o produto pode melhorar a vida do seu cliente, como o produto pode ajudá-lo. Siga essa linha e não tem erro.

Quem somos

O quem somos não é tudo sobre o que você faz, seus ideais e suas metas. Essa página deve estar focada 100% em seu cliente potencial.

Aproveite esse espaço para dizer algumas coisas como:

  • Porque o visitante deve conhecer todo o seu site
  • O que você pode resolver para o seu cliente
  • Chame a atenção do seu público-alvo (fale sobre coisas que os inspira, dos seus “medos”, daquilo que importa para eles) e então fale sobre a sua missão

É claro que você pode falar um pouco sobre a sua empresa, seu manifesto, suas ideias.

Conteúdos otimizados para SEO

Quando você estiver escrevendo seu conteúdo, lembre-se de otimizá-lo para os mecanismos de busca (SEO). Pesquise sobre palavras-chave e busca as principais técnicas para atrair visitantes orgânicos para o seu site.

As pesquisas por palavras-chave permitem que você identifique o que os seus clientes estão pesquisando e como você pode usar isso ao seu favor naturalmente.

Faça uma lista com as palavras-chave mais relevantes para cada produto e produza o conteúdo.

Tudo é claro seguindo a personalidade da sua marca e também a linguagem que você definiu para interagir com o seu público.

Conheça a arte do storytelling (narrativa)

Criar uma narrativa para criar uma ligação com o seu público é uma estratégia inteligente e cativante. Se cada pessoa que ler o conteúdo do seu site tiver a oportunidade de se identificar, você acertou em cheio.

As histórias interagem em nível emocional. Uma estratégia perfeita para conseguir envolver ainda mais seu cliente no processo de vendas. Você não está simplesmente vendendo um produto, está construindo um relacionamento com os seus clientes de uma maneira natural, não intrusiva ou agressiva.

Você pode começar a escrever a sua narrativa respondendo algumas perguntas como:

  • O que você quer falar?
  • Com quem você quer falar?
  • Por que você quer falar isso?
  • Como você quer contar a sua história?

Crie chamadas incríveis e impactantes

Sabe quando você está dirigindo o seu carro e um outdoor te chama a atenção? O título tem que ser impactante para cativar sua atenção em poucos segundos.

É claro que você tem mais tempo para cativar um visitante que um outdoor, mas o princípio é o mesmo.

Chamar atenção > Impactar > Fechar Negócio

Você deve se perguntar o que faz uma chamada ser incrível e impactante. Vamos conhecer quatro pontos importantes:

  1. Singularidade: seu título precisa ser único, essa é a única maneira de destacar ainda mais seu conteúdo
  2. Seja direto: diga desde o começo para o que você veio e também sobre os seus produtos. Os visitantes não gostam de enrolação e muitas vezes o seu tempo é muito curto para fazer compras
  3. Seja informativo: as pessoas adoram aprender coisas novas. Quanto mais informações seus produtos tiverem, mais fácil seus clientes tomam a decisão de compra.

Economize tempo usando conteúdo escaneável

Tempo é dinheiro. Existem compradores que adoram ficar horas navegando na web e conhecendo novos produtos e marcas.

Mas também existem clientes que não possuem tempo para isso. Querem entrar em uma loja, conhecer o produto e fechar negócio.

Levando isso em consideração cuide para que o seu conteúdo seja completo e escaneável. Como por exemplo:

  • Quebre seu texto em parágrafos curtos
  • Use cabeçalhos e subtítulos
  • Aproveite os bullet points (sabe quando você faz uma lista?)
  • Invista em palavras em negrito e itálico para chamar a atenção

Escreva, revise, edite e releia seu conteúdo

Encontre tempo para produzir um conteúdo vendável. Não é indicado escrever todo o conteúdo de uma vez só.

Você precisa enxergar o processo: planejamento > escrita > revisão e edição.

Escreva seu material e deixe ele um ou dois dias de molho. Depois volte para revisar o texto, editar novamente e o mais importante, encontrar todos os erros gramaticais e ortográficos.

Em uma das revisões leia o texto como se fosse seu cliente. É para ele que você está escrevendo e vendendo.

Teste seu conteúdo até que ele comece a dar resultados

Depois que tudo estiver pronto. Chegou a hora de lançar e pronto! Seu trabalho acabou.

Na verdade não!

Teste os conteúdos, edite novamente e publique. Repita esse processo até o momento que os resultados começarem a aparecer.

É trabalhoso? Muito! Mas os números podem ser surpreendentemente positivos.

E não esqueça de integrar o Google Analytics ao seu site. Fica muito mais fácil ver o que está dando resultado e não.

Seguindo esses conselhos você já vai começar a colher bons frutos com a otimização de copywriting da sua loja virtual.

Curtiu o conteúdo? Deixe o seu comentário e nos diga o que você mais achou difícil durante a otimização. E não esqueça de seguir as nossas redes sociais para ficar por dentro de todas as novidades do nosso blog.